Entrevista - Marina Braga

13:07

Por Débora Queirós

"Já fazia um bom tempo que não realizava uma entrevista não é verdade? Lembro que ano passado, disse que traria uma por semana e que a tag finalmente ia decolar #fail. Não encontrava pessoas e quando finalmente conhecia alguém bacana e enviava as perguntas, a pessoa simplesmente desaparecia e não dava mais sinais de vida. Foi ai que a mais ou menos dois meses, resolvi investir em outro tipo de entrevista. Não fugindo do tradicional, mas encontrando pessoas que valem a pena conhecer melhor, apenas do Ceará. Se surgir a oportunidade de outra pessoa de fora, não irei negar. Mas to querendo divulgar minha terra e dizer que temos ORGULHO DE SERMOS NORDESTINOS. A primeira convidada é uma pessoa que vocês conhecem, falei sobre ela semana passado aqui no blog. E algumas pessoas vieram me falar que escutaram a música muitas vezes (eu fui uma delas) por isso adorei poder entrevista essa garota. E vocês querem conhecer um pouco mais sobre ela?"


Quando você notou que tinha talento e paixão pela música?
Eu cresci em uma família de músicos, meu pai canta e toca, meu tio também toca, primos, quase todo mundo faz alguma coisa e quem não faz ama música. Eu sempre gostei, mas a minha paixão despertou mesmo quando eu tinha 12 anos quando eu cantei em um festival de dança. Foi muito emocionante, pois até então eu nunca havia cantando pra ninguém, eu nem achava que tinha jeito pra coisa, porque eu era bailarina né? Foi surpreendente, nunca tinha sentido aquilo na minha vida, dai que começou essa coisa toda pela música.
Você toca só violão e guitarra ou outros instrumentos? Com quantos anos você aprendeu e quem te ensinou? Eu tenho violão e guitarra, mas eu toco mais violão mesmo. Bem, eu ganhei meu primeiro violão aos 8 anos, fiz uns 3 meses de aula e não valeram nada. Eu continuei tocando um pouquinho, meu pai de vez ou outra me ensinava uma coisinha e era isso. Dai, também com 12 anos, foi quando eu me animei pra tocar mesmo, fui olhando sites, vídeos e fui aprendendo do meu jeito.


Quando as visualizações de seus vídeos no youtube começaram a crescer, qual foi a sua reação? Você já imaginava que estaria sendo vista por tantas pessoas assim?
Nossa, foi à coisa mais maluca de todas! Eu nunca imaginei que eu, Marina, fosse conseguir 200 acessos em um mês, muito menos mil, mil e pouco em questão de horas. Em uma semana, eu tinha mais de 3 mil acessos no meu primeiro vídeo! Um vídeo que eu coloquei sem nem acreditar que as pessoas fossem ver e deu no que deu. Eu não me achava boa o suficiente, achava que meus amigos me elogiavam por serem meus amigos e quando eu vi toda aquela gente que nem me conhece, nunca nem me viu, gente da Índia, Rússia e outros lugares que eu nem onde ficam direito, falando coisas lindas sobre mim , foi demais ahahaha

Continuando no assunto dos vídeos, qual foi o recorde de views que você atingiu? Vi também na sua página do face, que você só posta outro vídeo quando chega a uma determinada quantidade de visualizações, é verdade? Como você administra isso?
Eu acho que foram 8 mil, mais ou menos isso. Ah, não é bem assim. Porque tem vídeos que eu posto que são musicas mais conhecidas,que os views crescem super rápido, sem eu fazer nada. Já outros,  como o de Fix You e The Scientist, demorou mais para os views crescerem, por não serem musicas da moda e nem todo mundo conhece. Dai eu espero um pouco os views aumentarem, enquanto eu vou preparando o próximo.
Além de gravar vídeos, você já fez alguma apresentação artística? Envolvendo palco, platéia e tudo isso? Como foi a experiência? Já sim. Já fiz uns 6 musicais, todo ano eu canto com a minha escola de canto no Theatro José de Alencar, já cantei em colégio várias vezes, em uns programas de tv , já fiz algumas coisinhas ahahaha

Para as pessoas que estão querendo seguir a carreira artística musical, o que você aconselha? Vale à pena?
Eu não sei muito bem o que dizer pra essas pessoas, porque eu também não sei como que eu vou fazer na minha carreira, mas eu aconselho a deixarem a vergonha de lado. Arriscar. Se você gosta de cantar, tocar, porque não mostrar pro mundo? É claro que dá medo, medo de não gostarem, de criticarem, mas é assim mesmo. Tem gente que fala coisa ruim de mim e tem outras várias que falam coisas lindas, então pra que ligar pra essas outras? Quando você faz o que você ama, não se abala com pouco.

No final das perguntas, sempre fazemos um jogo rápido, você tem que responder a primeira coisa que vier a mente, combinado?
Uma pessoa: Meu tio
Uma paixão: Música
Um gesto: Sorriso
Uma música: Best Of You - Foo Fighters 

Pra finalizar, um pensamento que sempre te acompanha:
Não deixe o medo de errar impedir que você jogue

Você pode gostar também:

0 comentários

POPULARES

INSTAGRAM

CONTATO

Nome

E-mail *

Mensagem *

Inscreva-se