Uma falta de você, da gente.

18:14


Por Dárvily Mendes
Querido amado,
Te vejo de longe mas te sinto aqui perto, costumo mergulhar em pensamentos nos quais você se encontra meu caro amigo. As tardes sem você passam devagar fazendo-me consumir-me vagarosamente pouco a pouco, me desfaço em sua ausência, me perco dentre estes cômodos praticamente vazios, vazios de si, de ti, de mim. Dentre outras xícaras de café faço delas as minhas companhias constantes, me deparo dentre elas em um cômodo branco, singelo, um pouco aconchegante. Me debruço na janela com a esperança meu amor, de te reencontrar, rever aqueles olhos - os seus olhos - , aqueles que brilham e ofuscam os meus pois você faz mover em mim turbilhões de sensações que me faz pensar em você, em nós, em mim, meu eterno amigo, amado, amante…

Você pode gostar também:

0 comentários

POPULARES

INSTAGRAM

CONTATO

Nome

E-mail *

Mensagem *

Inscreva-se