Sem um título específico.

18:18

Por Federico Devito

E ali ele estava,  jogado enquanto o tempo passava, o tempo não sorria mais também não chorava, nuvens cinzas eram só o que ele encontrava, o mundo andava, não parava, e seus amores, bem, seu amor, ele não tinha vontade de ir atrás, logo mais seria apenas um amor que mais uma vez viajava, viajaria para longe dele, e ele o perderia. Não queria se levantar, tudo parecia girar ao seu redor naquela calam, não conseguiria correr atrás do seu amor, não conseguiria, sua decisão, enfim tomaria, era a de que esperaria, esperaria seu amor voltar e se reconciliar, pois seu orgulho mais uma vez falava alto demais. Sabia que se arrependeria. Mas ele era assim, burro demais pra ver quem o ama só o quer ver longe daquele cama, vivendo. “Vamos viver” ele ouvia. Eram as palavras que seu amor sempre lhe dizia. E o garoto continuo ali deitado. Vendo o tempo passar, vendo o tempo não sorrir, cinza eram as nuvens que ele via...

Você pode gostar também:

0 comentários

POPULARES

INSTAGRAM

CONTATO

Nome

E-mail *

Mensagem *

Inscreva-se