Respirando melhor.

18:32

Por Débora Queirós

Deve ser o sentimentalismo e os hormônios a flor da pele ou talvez a acumulação da saudade, dos sonhos perdidos e do sono intenso no momento em que costumava parar e pensar em tudo que havia vivenciado e sentido no decorrer do dia. Tanto faz, elas desciam com uma força tamanha e intensamente, teria um fim? Eu esperava que sim. Mas sabe, era até bom, uma necessidade de limpar a alma e sentir o prazer de respirar melhor. Eu estava precisando disso, ou melhor, ainda estou. Elas ainda não cessaram por completo.

Você pode gostar também:

0 comentários

POPULARES

INSTAGRAM

CONTATO

Nome

E-mail *

Mensagem *

Inscreva-se