Aqueles olhos negros.

19:22

Por Larissa Fortes
Bem distante, atrás de colinas bem escondidas existia uma garota. Ela não tão quieta, mais com grandes sonhos a serem realizados, ir a uma cidade e encontrar um lindo rapaz com que viesse a se apaixonar e lhe ser retribuída a paixão, sonhava com beijos roubados, risadas profundas, carinho singelos e verdadeiros, cobertor, chocolate quente e calor humano para passar o frio... Com o tempo rapazes vieram e foram embora, mais nenhum que fosse comparado com o garoto que ela sonhava. De garota para mulher, ela foi morar numa cidade grande, quando passando despercebida por um banco de praça viu a imagem perfeita do seu garoto, o que tanto sonhava. Cabelos e olhos tão pretos, como uma noite nublada a aconchegante que minava curiosidade, pele morena, e a boca parecia ter sido esculpida por Michelangelo... E aqueles olhos? Eram tão marcantes que onde ela olhava só consegui visualiza-los, os olhos mais bonitos que já vira. Ela como uma inconsequente, foi até a materialização em carne e osso dos seus pensamentos e começou a conversar sobre tudo que lhe vinha a mente. Passou-se um bom tempo, já atrasada para todos os compromissos, se sentia hipnotizada por ele não sabia mais como parar de aprecia-lo. No final do diálogo, ambos marcaram um reencontro e seguiram seus rumos. Ela estava lá como se fosse a ultima coisa que faria na vida, estava tão deslumbrante que era impossível não olharem para ela dos pés a cabeça, alta, magra, pele clara, olhos quase verdes, esperava ansiosamente ver aqueles olhos. Com as pernas bambas, as mãos suadas, o nervosismo tomando conta, então chega o garoto, com o olhar de misterioso a tímido e sem jeito, não lhe da nem a mão e nem um beijo de apresentação simplesmente senta a age como se já estivessem conversando a horas. Ela achou isso muito estranho e até um pouco inconveniente, porém deixa passar, os olhos a fazem esquecer qualquer coisa. Com o passar dos dias ele consegue envolve-la com tudo que diz e demonstra, ela se sente dependente de suas palavras, pensa nele dia e noite... Porém ele diz coisas que a deixa nas nuvens, mais sempre muito reservado, ela se sente incomodada mais aceita o seu jeito, que só piora mais e mais deixando de procura-la sem ao menos um motivo dado. Chega-se ao ponto de quase chorar, desabafa , tenta esquece-lo, por que eles se distanciaram tanto que era só isso que restava a ela... Mas nada a fazia tirar ele da mente. Ele acaba pedindo desculpas porém sempre cometendo os mesmos erros. No fim das contas ela se cansa, e tenta idealizar outro príncipe para se futuro! Ou simplesmente espera que o tempo faça o seu papel e ela esqueça aqueles olhos negros.

Você pode gostar também:

1 comentários

  1. Às vezes nos apaixonamos sem nem saber o verdadeiro porquê. Quando nos damos por conta estamos presas num labirinto de emoções, perdidas sem saber se continuar naquele erro ou sair e sofrer um pouquinho...

    ResponderExcluir

POPULARES

INSTAGRAM

CONTATO

Nome

E-mail *

Mensagem *

Inscreva-se