Volte.

16:48

Por Debinha.Q


Quando era menor, sempre me preocupei em analisar tudo a minha volta, coisas simples me encantavam.
Mas com a pressa e a correria do dia a dia, simplesmente as deixei de lado, por que eram coisas bobas e não havia mais emoção ou novidade naquilo. Não me preocupei mais em ser simpática, abraçar, ou retribuir um sorriso.
      Um dia minha avó chegou e deu-me um abraço forte, sorriu e saiu. Automaticamente sorri e me senti como antes. Onde aqueles momentos me encantavam. Parei para analisar, será que em relação às outras coisas da minha vida eu também não havia deixado de lado? Resolvi voltar para lhe dar um abraço, será que ela ainda estaria a minha espera? Não poderia ficar com essa dúvida. (...)
Se você também está num ritmo acelerado, pare um pouco e reflita sobre aonde você quer chegar.
  Não sabemos quanto tempo ainda nos resta. 
Por essa razão, vale a pena voltar e tentar encontrar alguém a sua espera.
Afinal, "a vida, a felicidade e a paz são caminhos e não destinos". 

Você pode gostar também:

0 comentários

POPULARES

INSTAGRAM

CONTATO

Nome

E-mail *

Mensagem *

Inscreva-se