Infância.

18:53

Por Debinha.Q

Pular corda, patins no meio da rua, patinete horas da noite, praia, pular de lugares altos, entrar em lama, tomar banho de chuva, cair nas pedras, levar diversos tombos na bicicleta, bambolê, caminhada de 14 km, açude, rio, lagoa. Acordar e ver o sol nascer, fica na beira da varanda com as pernas para fora do segundo andar, andar no lugar mais estreito da casa, com cerca de 5 metros do chão, ficar com o corpo coberto de sorvete, ser enterre na areia, construir muitos castelos pra água vim e derrubar tudo, fica de cara com um tubarão, criar um ouriço, ser queimada por uma água viva, cantar músicas do tempo do ronca, ir caindo de uma lugar de mais de 30 metros ou mais, viajar para lugares inusitados, passar horas só olhando mata, andar na caçamba de um caminho com chuva e mosquitos e quando chegar colocar pijama e comer miojo, sair correndo sem saber pra onde ir, apanhar por chegar tarde, ter medo de morcego, entrar em um quarto com um monte de livros e não saber ler nenhum, ficar presa em um banheiro, tomar suco de cabeça pra baixo, futebol de sabão no chão, cair, cair e depois sair rindo. Eu tive infância e se quer saber aproveitei cada momento como se fosse único.

Você pode gostar também:

0 comentários

POPULARES

INSTAGRAM

CONTATO

Nome

E-mail *

Mensagem *

Inscreva-se