Fala sério, né

20:54


Por Debinha.Q
Na semana passada, li dois livros que amei, ainda falta mais dois pra completar. São histórias muito engraçadas, retratando episódios que a Malu (a personagem principal) vivência, acho que você já sabe de que livros estou falando não é? São a coleção de FALA SÉRIO da Thalita Rebouças, são quatro ao todo, e vou mostrar um pouco deles aqui.


Fala sério, Mãe: Que ser mãe é padecer no paraíso a sabedoria popular já tratou de espalhar para todo o mundo. Mas... e quanto aos filhos? Será que não vivem lá o seu quinhão de martírio nessa relação?
Em Fala sério, mãe!, a autora Thalita Rebouças, com seu bom humor costumeiro, apresenta os dois lados da moeda. Ao longo do livro são descritas as queixas e alegrias da mãe coruja, e um tantinho estressada, Angela Cristina, em relação à filha primogênita Maria de Lourdes, a Malu, assim como as teimosias e o sentimento de opressão desta em função dos cuidados, muitas vezes excessivos, de sua genitora. A primeira parte é narrada pela mãe, o restando a Malu se vira sozinha.

Fala sério, Professor: Como será que a Maria de Lourdes, ou, Malu, se relacionou com seus professores do colégio, da academia, do curso de inglês, de shiatsu, teatro, os particulares, os gatos, os durões, os que amavam ser durões, os amigos, o meio doido, o que não ria, o que não perdoava cola. Chegou a hora de revirarmos juntos o baú da trajetória da moça como aluna, narrada em crônicas pra lá de bem-humoradas que acompanham sua vida dos 3 aos 22 anos. 
É ela mesma, a Malu, a filha da Angela Cristina, aquela que nos mostrou sua divertida e conflituosa relação com a figura materna em Fala sério, mãe! Mas a mãe não foi a única responsável pela tarefa de educá-la. E nem a única com quem ela teve conflitos enquanto crescia. Com alegria e bom humor, marcas registradas da autora, o livro promete boas gargalhadas e momentos da mais pura diversão. 


Fala sério, Amor: Maria de Lourdes, moradora da Tijuca, filha da Ângela Cristina, está de volta para contar suas descobertas amorosas desde a infância até o fim da adolescência. E a menina está afiada. Os 'ficantes', os rolos passageiros, o namorado grudento, o ciumento, os doidos que aparecem pelo caminho, os fofos, os pais dos namorados, os seus pais e os namorados... ela sempre tem uma boa história para contar. Sorte das leitoras, que certamente vão se identificar com as muitas alegrias e furadas em que a Malu já se meteu e rir junto com ela. O primeiro namoro da Malu foi aos sete anos, nada de beijinhos, apenas olhares apaixonados e mãozinhas dadas no recreio. Há episódios impagáveis do início ao fim. Como o namorado que pega a Malu depilando o buço em casa com um cera de farmácia. E o que dizer dos meninos que insistem em falar com a namorada com voz de neném? A Malu simplesmente de-tes-ta ser chamada de 'pinxeja' e afins. E por aí vai. Espirituosa e bem-humorada, a protagonista divide com as leitoras suas experiências nem sempre agradáveis com os meninos e a eterna vontade de beijar muito, ser feliz e encontrar o par perfeito. A narrativa é fluida e envolvente e as crônicas vão se encadeando de uma forma que sempre dá aquela vontade de 'ler só mais essa, mais uma, e outra...'.
Fala sério, Amiga: Amizade é tudo na vida! Disso Malu sabe muito bem, afinal, viveu as mais variadas experiências com cada uma delas ? rindo, chorando, brigando, brincando, curtindo e fofocando muito. Em Fala sério, amiga!, título que fecha a série da divertida personagem Malu ? precedida pelos best-sellers Fala sério, mãe!, Fala sério, professor! e Fala sério, amor! ?, a carioca Thalita Rebouças dá voz à protagonista, que puxa, da memória e do coração, tudo o que vivenciou com suas melhores amigas, como Alice, da infância até o fim da adolescência. Sucesso absoluto entre o público adolescente, com mais de 150 mil exemplares vendidos, a autora promete agradar em cheio suas fãs.
compre: www.americanas.com.br


Você pode gostar também:

0 comentários

POPULARES

INSTAGRAM

CONTATO

Nome

E-mail *

Mensagem *

Inscreva-se